terça-feira, 23 de agosto de 2011

cuidados com longa viagem

Nome: J E P
Idade: 46 ANOS
UF: MT
Mensagem: Não conhecia o site, entrei e adorei. Muito legal mesmo. Gostaria, se possível depois de tudo que li, se ainda há algo pra nos orientar. Sou médico, estava sedentário e estou pedalando há 3 meses. Tenho projeto junto com dois amigos (40 e 41 anos) de pedalar até Aparecida-SP saindo de nossa cidade, num total de 1.640 km.
Quais os cuidados que devemos ter com alimentação e dicas para pedalar. Somos todos leigos e toda ajuda é bem vinda.
Existe alguma coisa concreta sobre problemas prostáticos causado por pedalar?
E
-----------------------------------------------------------------
J E
bom dia

Obrigado pelo comentário

Deixo uma dica que é muito importante para você que é médico e que pedalar longas distâncias: COMPORTE-SE! Explicando melhor: por ser diabético e ter vários amigos médicos, sei que vocês, nobres médicos, costumam cuidar dos outros com carinho, mas exceder consigo próprios. Por trabalhar com segurança no trânsito, o que me fez ter contato com especialistas de atendimento de emergência, sei que o índice de médicos que exageram é alto, bem acima de pessoas comuns. Portanto, recomendação número zero: pense em si próprio como uma pessoa comum, não como um médico. Pedale como uma pessoa comum, não como médico. Já vai ajudar muito.

Alimentação e dicas para pedalar recomendo a leitura das páginas http://www.escoladebicicleta.com.br/alimenta.html ; e http://www.escoladebicicleta.com.br/melhor.html#distâncias e http://www.escoladebicicleta.com.br/longe.html. Caso ainda tenha alguma dúvida escreva.

Se esta história de próstata fosse verdade a China, Índia, e outros países com forte uso de bicicleta não teriam a população que tem. E países Europeus, que tem grande preocupação com saúde pública e dinheiro para gastar, teriam proibido o uso da bicicleta. Conheço bem esta história porque ela se iniciou com um picareta que queria fazer sucesso rápido, e conseguiu. E acaba por ai.
A verdade é que se a bicicleta for do tamanho correto para o ciclista, estiver bem ajustada, e o selim for o correto para o ciclista e uso que se fará dele, o pedalar acaba sendo confortável, sem qualquer problema. Só se tudo estiver errado é que pode causar alguma dor ou dormência, mas os problemas que a imprensa cai na mais pura mentira. Olhe para a China e tire suas conclusões

Sobre a viagem em si fica a recomendação que as primeiras etapas sejam curtas, com várias paradas, com calma. Deixando o corpo se adaptar no final vocês terminarão melhor do se saírem na disparada. A velha fábula do coelho e da tartaruga.

Entrem em contato com o Clube de Cicloturismo do Brasil que são ótimos e também pode orientá-los

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta
http://www.escoladebicicleta.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário