sábado, 4 de fevereiro de 2017

Fiapo de cabo dentro do passador de marchas

Tenho uma Haro Flighlight de uns 15 anos que é uma das melhores bicicletas que tive na vida. Tem um grupo Shimano STX de 8 marchas que é preciso, seguro, delicioso. 
Um dia começou a trocar as marchas sem precisão. Chequei o cabo traseiro e vi que estava desfiando na ponta dentro do passador de marchas. E ai fiz uma besteira sem tamanho: cortei o cabo muito próximo a ponteira. Por que foi um erro? Porque encheu de fiapos de cabo o mecanismo do passador. Achei que tinha conseguido retirar todos fiapos. Ledo engano e cegueira de velhice, na ordem que bem entendam. Montei o cabo novo, lubrifiquei tudo, fiz o primeiro ajuste e fui para rua fazer o ajuste fino. Funcionou. Passados uns dias as trocas de marchas começaram a enlouquecer, num momento imprecisas, noutro normal, noutro não engatava alguma marcha específica... Se tinha tirado todos os fiapos de cabo do passador o problema deveria ser outro, quem sabe a corrente nova, quem sabe engrenagens desgastadas, ou alinhamento do câmbio, roldanas presas, arreia nos conduítes.. Chequei tudo, quase enlouqueci. Até a hora que decidi abrir a caixa do passador de marchas e olhar o mecanismo com uma lupa - e lá estava ele, o último fiapo grudado na graxa. Retirado o fiapo, resolvido o problema. De volta às trocas macias e precisas. 

Moral da história: a ponteira do cabo de cambio começou a desfiar? Tira o conduíte e corta o cabo longe da ponteira, uns 10 cm de onde está desfiado. É praticamente impossível sobrar, ou ficar invisível, um fiapo de 10 cm no meio de qualquer engrenagens.

PS.: só use cabo de câmbio em inox da melhor qualidade possível. Os da Shimano são ótimos. As trocas de marchas serão muito mais precisas e a durabilidade... Bom, desta Haro estavam rodando faz 15 anos.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

pequena história da Specialized no Brasil

Sabe me dizer o ano da specialized/caloi no brasil? 1996? 1997?
V.G.

Specialized começou a operar no Brasil com os irmãos Drangër, Roberto e Luiz, em 1989 e o negócio foi muito bem sucedido devido a massiva venda via Brasif / Free Shop. Em 1992 foi efetivado um acordo com a Caloi que passou a fazer a importação e logo em seguida a produção das Hard Rock, ainda com a Imporparts dos Drangër. Creio que em 1994 os Drangër saíram da operação que passou a ser só Caloi. Uns anos depois a marca passa para a Pedal Power ou a importadora deles e só então acontece a entrada definitiva da marca no Brasil.
Good Bike 1990, primeiro test drive da Specialized.
Specialized Cactus Cup, 1992, tenda principal
Specialized Cactus Cup 1992. Roberto e Luiz Dranger