terça-feira, 29 de novembro de 2011

trabalho faculdade: demanda reprimida

nome:
UF: SP

Estou fazendo um trabalho escolar na faculdade e não consigo fazer os itens abaixo
clasificação no sistema de produção
previsão de demanda
acompanahmento das ultimas demanda
critério do calcu lo de demanda
acompanhamento da demanda

No aguardo e agradeço desde já
-----------------------------------------------------------------

bom dia

Praticamente não existem números sobre a questão da bicicleta. Não há praticamente nada nem no estado nem no setor privado, o que é literalmente uma vergonha.

Do pouco que existe, e não se sabe se pode ser confiável:

Município de São Paulo:

  • pesquisa O.D. Metro, modo principal e objeto "transporte para trabalho": 0.6% das viagens = 165.000 viagens / dia. Esta pesquisa não é considerada por conta dos filtros que tem e que excluem ciclistas, mas é o número oficial
  • número "não oficial" aceito pela CET SP: 350.000 ciclistas / dia, que a todos parece mais realista
  • pesquisa Secretaria de Esportes (para Ciclo Faixa de Domingo, primeira fase): 700.000 ciclistas / domingo com sol

Provável demanda reprimida: 700.000 - 350.000 = 350.000 ciclistas / dia

Há outras formas de calcular a demanda reprimida, pensando que provavelmente os usuários de bicicletas durante a semana são mais estáveis e imaginar que há uma variante nos usuários de fim de semana, ou seja, que há um fator fixo de ciclistas que saem todo fim de semana, mas há um grande número que num domingo vai pedalar, noutro não. Pensando desta forma se deve levar em consideração que o número de bicicletas paradas em casa é muito alto, segundo os fabricantes além de 3 milhões (eles também não tem um número preciso). Neste caso a demanda reprimida aumenta muito, muito mesmo

Dá uma olhada nestes gráficos da cidade do Rio de Janeiro e perceberá que há uma imensa diferença entre os dados oficiais e a realidade:


Como professor faço a recomendação que revise qualquer texto antes de enviar, mesmo que seja mensagem eletrônica. Bom português é crucial.

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta
www.escoladebicicleta.com.br

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Montar uma bicicleta de competição

Nome: j
Idade: 48
UF: sc
Mensagem: gostaria de montar uma bicicleta de competição
-----------------------------------------------------------------
J
boa tarde

Resposta simples e definitiva: não faça o erro de tentar montar uma bicicleta de competição. Compre uma pronta de alguma marca que já estános campeonatos internacionais.

Eu tenho um amigo que tem uma posição financeira muito cômoda e que montou uma bicicleta com tudo do bom e do melhor e acabou de fazer uma prova na Europa. O pessoal experiente olhou para a bicicleta dele com espanto. Apesar de ser uma maravilhosa bicicleta ela não é comparável com as top de fábrica. Demorou muito para ser montada. Parece que saiu um pouco mais barata, mas pela forma que este amigo conta também parece que mesmo assim não valeu a pena. Com um detalhe: ele está aqui em São Paulo, onde tudo está a mão, da informação às peças.

Repito: não monta. Eu estou tomando a dianteira e enviando sua mensagem para representantes de marcas de bicicletas que valem a pena. Provavelmente você vai receber algumas mensagens

Terminando: se puder vai para uma full "séria". Vale a pena

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta
www.escoladebicicleta.com.br

conforto do selim, tamanho da bicicleta e peso do ciclista

Nome: M
Idade: 47
Altura: 1,78
Mensagem: Quero saber sobre tamanho das bicicletas, tenho duvida qual tamanho do quadro para comprar, sei que existe números 19, 20, 21 e outros. Qual o correto para minha altura 1,78 cm, peso 93 kg. Sobre selin, qual o ideal para uso misto, passeio e velocidade, comprei um com gel tam anho grande e assim mesmo tenho algum desconforto? Agradeço, Mauricio Ramos
-----------------------------------------------------------------
M
boa tarde

Numa bicicleta de boa qualidade o peso não faz a menor diferença. Bicicletas de qualidade atendem ao padrão internacional, portanto são vendidas no mercado americano onde peso pesado é coisa comum. Já as bicicletas básicas e baratinhas vendidas por ai peso faz muita diferença. Estas bicicletas baratinhas mal agüentam uma criança leve e já quebram. Definitivamente não as recomendamos.

No site temos a página "que bicicleta comprar" - http://www.escoladebicicleta.com.br/medidaseuso.html - que tem a tabela tamanho ciclista X bicicleta.

Sobre o selim nós temos a página "acessórios e equipamentos" - http://www.escoladebicicleta.com.br/acessorios.html que explica a questão do selim. Posso adiantar que a questão não é largura ou quantidade de gel, mas que o selim atenda o formato de seu corpo. Com um detalhe: a bicicleta tem que ser correta para seu corpo ou vai ser muito difícil encontrar um selim confortável. Como está no site: sente em vários selins e descubra o que se encaixa melhor.

No seu caso a bicicleta provavelmente é uma tamanho 19 e com certeza não é uma 21. Fica ainda uma dúvida sobre a 20, que só vai ser resolvida com testes que devem ser realizado antes de comprar qualquer bicicleta.

Dependendo do fabricante e modelo escolhido o seu tamanho está entre o 19 ou 20 (mais para 19). Teste e saberá

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta
www.escoladebicicleta.com.br

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

capacete, cotoveleiras e luvas

Nome: F
Idade: 23
soube: Pelo Google
Mensagem: Parabéns pelo site. Muito completo, ético e excelente para iniciantes, como é o meu caso. No entanto, ainda ficou uma dúvida: além do capacete (obrigatório por lei), cotoveleiras e joelheiras são recomendadas? Vejo que a maioria dos ciclistas não utiliza. É algo que atrapalha a performance (e, conseqüentemente, diminui a segurança) ou é um item bom para se proteger?
No aguardo da resposta. Continue o excelente trabalho.
-----------------------------------------------------------------
F
boa noite

Agradecemos o comentário.

A minha posição é a seguinte: a verdadeira segurança só pode existir baseada em números, pesquisas, conhecimento. Aqui no Brasil há um certo desprezo por pesquisas e números, portanto não números a respeito sobre a questão do capacete. Mas há inúmeras pesquisas em vários países e todas apontam no sentido que capacete está muito longe de fazer os milagres que se crê aqui. Mesmo não existindo números aqui, médicos que trabalham em emergência de hospitais afirmam que a imensa maioria dos acidentados que sofreram alguma lesão na cabeça estas foram localizadas em áreas que não as protegidas pelo capacete, principalmente face e queixo, o que coincide com as pesquisas internacionais.

O capacete não é obrigatório por lei.
Para a segurança do ciclista é muito mais importante a qualidade da bicicleta do que o capacete, principalmente quando se trata de bicicletas básicas. Para você ter idéia da situação, o pessoal das concessionárias de rodovias, que tem os acidentes tabulados, afirmam que algo em torno de 35% dos acidentes fatais com ciclistas são causados por falha mecânica da bicicleta. Com a baixa qualidade destas bicicletas básicas e baratas, mesmo uma armadura não resolveria o problema. Mais importante que o capacete é ter uma bicicleta seguram, que não quebre.

Mas o capacete aqui no Brasil tem uma função muito importante, que é proteger do sol. Cancer de pele mata muito mais que acidente de bicicleta.

Minha posição é a seguinte: quem quiser usa, quem não se sentir cômodo não usa. É quase certo que vou ter que me acostumar com ele por conta de câncer de pele. Chapéu voa.

O bom ciclista não cai e não se acidenta. Esta é a verdade. Se caiu ou sofreu acidente é porque fez algo errado. Esta é a verdade. Não responsabilize os outros pelos próprios erros.
O que quero dizer é para sair sem nada e pedalar com sabedoria e bom senso. Como já disse antes uma armadura militar não vai protegê-lo de seus próprios erros.

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta

www.escoladebicicleta.com.br

joelho operado, bicicleta correta e recuperação

Nome: U
Idade: 23
soube: Amigos
Mensagem: ola,
Quero voltar a pedalar depois de operar os dois joelhos por lesão condral. Parei de pedalar há muito tempo. Gostaria que vocês me indicassem boas marcas de bikes e qual eu deveria comprar já que estou voltando a pedalar agora. A bike Bicicleta Schwinn Mesa Comp - Aro 26 é uma boa bike? O problema dela é que tem um preço salgado.
Desde já obrigado.

-----------------------------------------------------------------

U
boa tarde

Primeiro ponto: gastar em qualidade não é gastar, mas investir em saúde.
Sobre a recuperação de seus joelhos (tive o mesmo problema):

  • a bicicleta tem que ser de tamanho correto para você. Você teria que fazer uns testes com bicicletas tamanhos 17 e 18 para ver com qual se dá melhor. É muito importante que a bicicleta tenha a distância entre caixa de direção e tubo de selim adequada para seu corpo. Acredito que a 18 fique melhor, mas eu faria uns testes com uma 17.
  • o pedivela deve ter 170 mm para o giro da perna ser menor e o ângulo máximo do joelho ser mais aberto, pelo menos no começo de seu retorno
  • no início de sua volta para os pedais o selim deve ficar uma pouco mais alto que o normal para você dobrar menor o joelho durante a pedalada
  • comece pedalando em distâncias curtas e planas, e girando um pouco mais que o normal. Não gire menos que umas 70 voltas por minuto; ou seja, gire mais que uma volta por segundo
  • nesta volta nunca pedale com marcha pesada
  • use as marchas para manter o giro constante e leve
  • vá aumentando a carga pedal e distância com muita calma
  • alongue depois de pedalar
Estou encaminhando sua mensagem para Teresa D’Aprile que vai orientá-lo sobre as marcas e opções

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta
www.escoladebicicleta.com.br


quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Manual dos freios e as leis

Nome: v
Mensagem: Gostaria de saber se vocês têm fotos, manual ou algo para eu montar os freios da minha bike Prince DX 300?
grata
-----------------------------------------------------------------
V
bom dia

Pelo Código do Consumidor é obrigação legal do fabricante entregar um manual completo para o comprador. Bicicleta é, pelo Código de Trânsito Brasileiro, um veículo e deve ser entregue ao usuário em perfeita condição de uso.
Pela forma como faz a pergunta acredito que seja leiga em mecânica, portanto a recomendação que faço é que a bicicleta seja montada e regulada em uma boa bicicletaria, que por sua vez terá responsabilidade legal sobre o serviço realizado. Problema nos freios é uma das principais causas de acidentes com ciclistas no Brasil.
Nosso site tem uma página específica para mecânica de freios, mas, repito, não recomendo que o trabalho seja feito por leigo.

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta
www.escoladebicicleta.com.br

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Bicicletas Monark, fatos e fofocas

Cara Fernanda, provavelmente, o meu amigo Arturo Alcorta não esteja informado sobre a nova fabrica da Monark construída na cidade de Indaiatuba, no interior de São Paulo. Ainda não estive lá, porém pessoas que já visitaram me disseram tratar-se de empreendimento moderno, com tecnologia que lhes permite produzir com qualidade. A Monark optou por concentrar sua produção nas chamadas bicicletas de transporte, carga e infantis e mantém uma boa participação nos mercados Norte e Nordeste do Pais. Lógico, sem aquela antiga liderança que há muito perderam. A Caloi nunca foi líder nestes mercados. Tinha maior expressão no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.Que hoje tem sido dominada pelas montadoras regionais. Suas instalações industriais estão agora na cidade de Atibaia, no interior de São Paulo e em Manaus. Não dá para entender as razões pelas quais a Monark abandonou as ferramentas de marketing e comunicação com o mercado. Há comentários que prefiro não divulgar. Quanto à competição com marcas internacionais, a Monark jamais participou. As marcas internacionais ainda tem uma participação muito pequena e a Monark não tem produtos para oferecer neste nicho.Por outro lado, dizem que o Sr.Marzagão, dono da empresa, tem administrado com muita competência e isto em gerado os números afirmativos dos balanços. È o que dizem aqueles que o conhecem mais de perto. A Houston, que fabrica no Piauí e prepara uma nova planta em Manaus, conta com um grande trunfo para a sua performance de vendas: entre outras empresas, são proprietários de uma rede de lojas de varejo chamada Armazem Paraiba com mais de 500 lojas espalhadas pelo Nordeste,Norte e Centro Oeste.
Espero ter ajudado com estas minhas opiniões que são baseadas em informações colhidas no mercado em minhas constantes viagens, principalmente para o Norte e Nordeste. Ainda hoje, muita gente pede bicicleta “encarnada” da Monark. Se for de outra cor, não é Monark...Entendeu?

Osmar Silva
Luanda Editores
55 11 3461 8400

Fernanda
boa tarde

O negócio do imóvel foi desfeito. E desconheço completamente a produção e venda de uma bicicleta Monark nestes últimos anos.

Monark sempre foi uma espécie de "predadora" de mercado. O dia que a Houston começou a fabricar no Nordeste a Monark pulou fora.
A história da Monark não é complicada. É cheia de detalhes contados aqui e ali, que fazem sentido, mas não são documentos, provas. O fato é que o oligopólio Monark / Caloi desmoronou, felizmente. Ninguém era bonzinho. A meu ver as duas marcas prejudicaram demais a bicicleta no Brasil. Contou-se muita história de tramóias e picaretagens. A maioria dos que viveram esta época já se foram. A história verdadeira nunca será contada, não interessa até para gente que não é do setor. Para se ter idéia, a memória da Caloi foi queimada no meio da pista de testes da Suzuki, um dos subprodutos da empresa lá pelos anos 90.

Lavagem?

Só para terminar: competição de internacionais? Piada! O problema com o setor brasileiro de bicicletas é qualidade, é desajuste em larga escala, e não raro é picateragem. Fazer as alegações que fazem sobre as importadas é brincadeira. Veja os números de importação, conheça o que é o setor aqui, descubra como funciona o setor no mundo. E finalmente: tenha em mente que bicicleta é um veículo, estabelecido por lei, Código de Trânsito Brasileiro, portanto tem que oferecer segurança aos usuários. O problema é outro.

A questão da bicicleta no Brasil é bem mais "divertida" do que pode parecer a princípio. Se um dia alguém for a fundo na questão vai descobrir coisas do "arco da velha", como se dizia antigamente.

Arturo Alcorta


Antes de tudo, gostaria de agradecer imensamente o retorno rápido de minha mensagem. Estamos tentando entrar em contato com a empresa a mais ou menos um mês. Descobrimos O Museu das Bicicletas justamente por causa deste post e resolvemos pedir ajuda.

O fato é que, ao que tudo indica, as Empresas Monark pararam de investir em campanhas de marketing, e já não há nenhum produto inovador da empresa há muito tempo. O que nos intriga é que os balanços patrimoniais ainda crescem, talvez devido a venda de um imóvel no valor de R$ 242,000 mil em 2010. Gostaríamos de saber se ainda existe alguma margem de competitividade da empresa com relação às grandes no mercado brasileiro, se a empresa possui alguma fatia de mercado atualmente, e sua evolução com relação aos produtos criados. Por que o então diretor das Empresas Monark preferiu se anular completamente no mercado? Eles não resistiram à competição com as grandes empresas internacionais? Há alguma expectativa de recuperação da empresa?

Qualquer tipo de informação com relação a Monark será super bem vinda.

Fernanda
boa tarde

O que posso dizer é o que o mercado diz: Monark não existe mais. Seu proprietário desmontou a fábrica na Marginal Pinheiros e pelo que contam não chegou a montar a nova fábrica. Parou as operações.
Quem conhece bem a história da Monark no Brasil é Valter Busto, do Museu das Bicicletas de Joinville. Estou encaminhando sua mensagem para ele

Arturo Alcorta
Escola de Bicicleta
www.escoladebicicleta.com.br
-----------------------------------------------------------------

Mensagem: Olá, faço parte do corpo discente da FSCP, curso de Administração, e estou fazendo um estudo de marketing sobre as bicicletas Monark. Através de pesquisas relacionadas ao tema, descobri a Escola de Bicicleta. Venho por meio desta pedir auxílio com relação à história da Monark, devido ao escasso número de informações na Internet ou até mesmo no próprio site da empresa. Aguardo resposta.
-----------------------------------------------------------------